Faça um Tour

Conheça os novos recursos disponíveis no Novo Portal da Dead.
Clique no botão abaixo para Iniciar o Tour!

Comitê Acompanhamento COVID

INVESTIMENTO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Neste ano, 620 novas turmas da UAB iniciaram as aulas em 35 instituições, preenchendo 17 mil novas vagas


04/01/2021 14:32:00
Por (Brasília – Redação CCS/CAPES)

Em 2020, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), manteve o seu esforço para melhorar a qualidade do ensino brasileiro. Um dos principais eixos dessa atuação é a oferta de programas voltados ao desenvolvimento e aprimoramento de professores, da educação básica ao ensino superior. O Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) é o principal deles. Há 14 anos são oferecidos a distância (EaD) cursos de licenciatura e de formação inicial e continuada para professores da educação básica.

Neste ano, 620 novas turmas iniciaram as aulas em 35 instituições, preenchendo 17 mil novas vagas. Hoje existem mais de 121 mil alunos matriculados. “A UAB, em muitos casos, é a única oportunidade que alguns municípios têm de formar e preparar seus professores”, explica Benedito Aguiar, presidente da CAPES. Atualmente, participam 132 instituições públicas de ensino superior e 890 polos parceiros espalhados por 792 municípios brasileiros.

No âmbito de cooperação internacional, a Fundação selecionou 102 professores para participar do Programa de Desenvolvimento Profissional de Professores da Educação Básica no Canadá. O curso é promovido pelo Colleges and Institutes Canada (CICan). “A CAPES tem uma importância fundamental na formação de professores da educação básica. Quem tem um bom projeto e interesse em melhorar a educação, vai ter o seu apoio”, conta Vinícius Matos, professor de matemática e um dos 102 selecionados.

Por outro lado, o Programa de Mestrado Profissional para Professores da Educação Básica (ProEB) ofereceu este ano 2.265 novas vagas em seis programas já existentes. Atualmente, o ProEB conta com mais de 15 mil alunos matriculados nos seus 11 cursos, distribuídos em 317 unidades de ensino em todas as regiões do País. Também foram iniciadas as atividades do Programa Residência Pedagógica e do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), que ofereceram 60 mil bolsas para estudantes de licenciatura.

A CAPES, em parceria com o MEC, dispõe, em suas plataformas digitais, de cursos totalmente gratuitos. Neste período, 145 mil vagas para aulas de Português, Matemática, Fundamentos de Estatística e Tecnologias da Informação e Comunicação foram abertas. Além disso, junto com a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), ofereceu 300 mil vagas para capacitar professores e estudantes de licenciatura no uso de ferramentas digitais, totalizando a oferta de 445 mil vagas.

Em parceria com a Secretaria de Alfabetização do Ministério da Educação, a CAPES participa da implantação de dois cursos on-line de capacitação de professores. O primeiro é Práticas de Produção de Texto, com aulas em andamento, e o outro Alfabetização Baseada na Ciência (ABC), que terá início em janeiro, em cooperação com instituições de ensino de Portugal.  

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES





Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
Pró-Reitoria de Ensino de Graduação - PROEG
Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação - PRPPG
Diretoria de Gestão de Educação a Distância - DEAD
Universidade Aberta do Brasil - UAB

Desenvolvidor por: NTI/DEAD